KTR Serra Fina 21k
FranHaydin

Sorte no Azar

Meus Resultados: KTR Serra Fina 21k

Passa Quatro recebeu corredores de montanha para a 2ª Etapa da KTR Serra Fina no dia 24 de Junho, uma prova bastante dura pela altimetria acumulada, quase 1.500m para 20km e percorrida em trilhas com grande exigência técnica.

A concentração para a largada aconteceu junto à pousada Pedra da Mina, onde era possível avistar o cume do “Campo do Muro” a 2.100m de altitude, pico por onde passou o percurso da prova média, distancia que corri, e a longa. Também teve o curto, cada uma com horário de largada e percursos diferentes.

Como mencionei anteriormente, esse ano as provas da KTR valem pontos para o UTMB® Qualifying Racing 2017 - Ultra Trail du Mont Blanc.

Para poder se inscrever nas provas da UTMB é necessária a seguinte pontuação:

  • OCC (Orsières-Champex-Chamonix) 56km e 3.500m de altitude: 4 pontos | máximo 2 provas
  • CCC (Courmayeur-Champex-Chamonix) 101km e 6.100m de altitude): 8 pontos | máximo 2 provas
  • TDS (Sur les Traces des Ducs de Savoie) 119km e 7.200m de altitude: 8 pontos | máximo 2 provas
  • UTMB (Ultra-Trail du Mont-Blanc) 171km e 10.000m de altitude: 15 pontos | máximo 3 provas

A pontuação é gerida pela ITRA - International Trail Running Association. A KTR Serra Fina pontuou conforme abaixo:

  • Longa (42km): 3 pontos
  • Média (21km): 1 pontos

Essa prova era especial pra mim, na torcida estavam minha mãe e minha filha, fui com elas para o evento. Com isso meu compromisso em uma boa classificação, pq minha filha sempre pergunta após as provas "Papai, você ganhou? Você chegou em primeiro?" rs claro que para esse nível de prova minha briga é na faixa etária, até por que os melhores atletas de trail run do Brasil participaram e a prova foi considerada a melhor do Brasil pelo blog Go To Trail e na opinião dos atletas é tida como uma das mais desafiadoras corridas de montanha do Brasil.

"Apesar de toda maré de azar, veio um resultado EXCELENTE, e no final aquele sorriso gostoso da minha filha :D"

NUNCA DESISTA

Esse é o lema da KTR, NEVER GIVE UP, e mesmo com tantas ações erradas da minha parte na prova, desistir de lutar jamais... até por que eu tinha um motivo maior, ver o sorriso da minha filha na linha de chegada!

Vamos aos fatos, entre aquecer e fazer a vistoria dos equipamentos obrigatórios, acabei me posicionando mal na largada, a fila para a vistoria dos equipemanetos estava grande, isso pq na largada números pares tinham que apresentar os equipamentos e na chegada era os números ímpares. Alinhado e GO! Larguei os 200 primeiros metros mais forte que o normal para conseguir me posicionar entre os TOP 10 e entao entrei no ritmo da prova.

Estava tudo indo muito bem, dentro o TOP 10 na prova e seguindo em um ritmo bom em um grupo de 4 atletas, sendo eu o 3ª desse grupo... até que (!) .... o 1º do grupo para e comenta: "faz tempo que não vejo a fita que marca o percurso (!)" FIZ CARA DE PANICO e mentalmente me xinguei de varios nomes, entre eles de "BURRO" que era o que mais se encaixava naquele momento... Como estávamos em um ritmo bom e um próximo do outro, deixei de fazer a minha corrida para fazer a corrida dos outros (!) ERRO GRAVE, pois o 1º errou, o 2º que também estava fazendo a corrida com referência do atleta da frente errou junto, eu fui no embalo e quem vinha atrás errou também... o grupo inteiro saiu dos TOP 10 por uma vacilada juvenil, fica de lição aprendida, independente da posição, atletas próximos, clima ou o que for, FAÇA A SUA CORRIDA, a sua navegação, não confie a sua classificação na orientação de navegação do atleta a frente... enfim... só restava voltar e tentar entrar novamente na corrida.

Achamos a parte do percurso onde erramos e voltei a fazer uma corrida em busca de posições, mas não fazia a mínima noção de quantos atletas passaram por conta desse erro, mas como estava no ínicio da prova, entre os KM 4 e 5, acreditava que muitos, pois nessa parte da prova todos tem pernas para correr. Vim passando alguns atletas, trechos de single tracks com descidas e subidas, passamos por um rio... e a minha busca por posições fez cometer o segundo e mais grave erro da prova (!) na busca pela retomada, tentei fazer uma ultrapassagem e não vi um arame farpado e fui me enroscando nele com a perna, tronco e rosto (!) isso mesmo, o ROSTO e bem próximo do olho esquerdo (!) PUTA SUSTO, sangrou bastante, alguns atletas que estavam perto se assustaram, quiseram parar para ajudar, mas disse para eles seguirem na corrida que estava tudo bem. E com isso, mais tempo perdido na prova, para, tira mochila, pega os primeiros socorros, estanca o sangue, pega a bandana (sempre largo usando ela e nessa prova, não sei pq, mas larguei com ela guardada na mochila), faço uma faixa tipo "Rambo" e coloco na linha do corte (abaixo do olho por cima do nariz)... guardo tudo de volta na mochila e volto pra corrida... não sei o tempo que perdi com tudo isso (erro de percurso + corte no arame farpado), mas segue a vida que o sorriso da minha filha ninguém iria tirar.

Começa umas subida longa, busco mais algumas posições, cabeça nessa hora já estava a mil e no final da subida do cume do “Campo do Muro” a 2.100m de altitude o Staff da prova comenta que seria só descida e aproveito para pergunta a ele se passou muitos atletas e comenta que estava +/- entre os 20 a 25. Dali para frente veio uma descida bem técnica, muitas pedras soltas onde chutei algumas, quase cai umas 5 vezes e quase torci o pé umas 3 vezes... veio uma câimbra bem forte na parte da frente das coxas lá pelo KM 16, acertei a passada e segui até a chegada, com 20,50km de corrida em 3h08m... dentro do TOP 20 e 1ª da Categoria 40-49 anos.

Lembra o título, SORTE no AZAR, então, apesar de toda maré de AZAR, veio a SORTE, um resultado EXCELENTE, e no final aquele sorriso gostoso da minha filha :D isso não tem pódio que paga.

Agradeço aos meus treinadores José Virginio de Morais Atleta Elite em Corrida de Montanha / Diretor Técnico da JVM Trail Run e o Cassiano Assis criador do método SEI (Sistema Eficaz Integrado) em treino Funcional. Ao meu Nutricionista Esportivo Flávio Sant’Anna. A CamelBak, dia de estréia da mais NOVA mochila ULTRA 10 VEST, modelo 2017/2018, mais leve, mais confortável e mais bonita. A DL.ONE Agência de Marketing Digital, responsável pela comunicação digital do atleta.

Conheça todos os meus Parceiros, marcas que acreditam e somam a cada desafio. #juntossomosmaisfortes

Parabéns para a KTR e todos seus organizadores, diretores, equipe técnica, equipe de segurança, stafs, equipe médica, patrocinadores, atletas, enfim, uma prova de alto nível, completa em todos os sentidos: informativos prévios, congresso técnico, entrega de kits, fotografia, premiação, percurso, nível dos atletas - PARABÉNS!!!

#eucorroktr #nevergiveup

Meus Resultados: KTR Serra Fina 21k

Veja Também
Sorte no Azar
Nas subidas nascem os Campeões
Playground Radical
Training Camp com Mantiqueira Trail Running